terça-feira, 11 de outubro de 2011

Prednisona 20 Mg 10 Cprs - Prednisona

Use os links abaixo para mais informações do medicamento

Prednisona 20 Mg 10 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/prednisona-20-mg-10-cprs/9322/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/prednisona.do
Laboratório: www.maispreco.com/neoquimica/159/laboratorio.do

Prednisona 20 Mg 10 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/prednisona-20-mg-10-cprs/7179/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/prednisona.do
Laboratório: www.maispreco.com/generico/0/laboratorio.do

Prednisona 20 Mg 20 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/prednisona-20-mg-20-cprs/5183/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/prednisona.do
Laboratório: www.maispreco.com/generico/0/laboratorio.do

Prednisona 5 Mg 20 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/prednisona-5-mg-20-cprs/5182/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/prednisona.do
Laboratório: www.maispreco.com/generico/0/laboratorio.do

Prednisona 20 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/prednisona-20-mg-30-cprs/13921/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/prednisona.do
Laboratório: www.maispreco.com/generico/0/laboratorio.do



Informações
COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?A Prednisona proporciona potente efeito anti-inflamatório, antireumáticoe antialérgico no tratamento de doenças querespondem a corticosteroides.POR QUE ESTE MEDICAMENTO FOI INDICADO?É indicado para o tratamento de doenças endócrinas (doençasdas glândulas); doenças osteomusculares (doenças dos ossos emúsculos); distúrbios do colágeno (doenças que afetam váriosórgãos e têm causa auto-imune); doenças dermatológicas(doenças da pele); doenças alérgicas; doenças oftálmicas(doenças dos olhos); doenças respiratórias; doençashematológicas (doenças do sangue); tumores e outras querespondam à terapia com corticosteroides.QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?CONTRAINDICAÇÕESNão utilize o produto se você tem infecções sistêmicaspor fungos ou já teve reações alérgicas ou algumareação incomum à Prednisona, a outros corticosteroidesou a qualquer um dos componentes da fórmula doproduto.ADVERTÊNCIASA Prednisona pode mascarar alguns sinais de infecçãoe novas infecções podem surgir durante seu uso, devidoà baixa na resistência.O uso prolongado de Prednisona pode causar: cataratasubcapsular posterior (especialmente em crianças);glaucoma com risco de lesão do nervo óptico e aumentodo risco de infecções secundárias nos olhos por fungosou vírus.A Prednisona pode causar aumento da pressão arterial,retenção de sal e água e aumento da perda de potássio.Por isso, você deve considerar a adoção de uma dietacom pouco sal e a suplementação de potássio, duranteo tratamento com Prednisona. Todos os corticosteroidesaumentam a perda de cálcio.Se você está em tratamento com Prednisona, não deveráser vacinado contra varíola e nem receber outras formasde imunização. Entretanto, caso você esteja emtratamento com Prednisona como terapia substitutiva,por exemplo, na doença de Addison (doença em queexiste incapacidade da glândula supra-renal de produzircorticosteroide) deve realizar os processos deimunização normalmente.Caso você esteja utilizando doses elevadas dePrednisona, deverá evitar o contato com pessoas comvaricela (catapora) ou sarampo. Caso entre em contatocom essas pessoas, deverá procurar atendimentomédico, especialmente no caso de crianças.O tratamento com Prednisona na tuberculose ativa deveser restrito aos casos de tuberculose fulminante oudisseminada, nos quais Prednisona é usado emassociação com medicamentos para tuberculose.Caso haja indicação de Prednisona em tuberculose queainda não se manifestou em casos positivos no teste àtuberculina, torna-se necessária a avaliação continuada.Durante terapia prolongada, esses pacientes devemreceber tratamento preventivo contra a tuberculose. Sea rifampicina (medicamento para tuberculose) forutilizada em um programa de prevenção, poderá sernecessário um ajuste na dose do corticosteroide.Seu médico irá lhe indicar a menor dose possível dePrednisona para controlar a doença sob tratamento.Quando for possível diminuir a dose, seu médico faráuma redução gradual.Pode ocorrer insuficiência supra-renal secundáriaquando houver retirada rápida da Prednisona. Estainsuficiência pode ser evitada mediante a reduçãogradativa da dose. A insuficiência supra-renal poderápersistir por meses após a interrupção da terapia.Entretanto, se durante esse período ocorrer umasituação de sobrecarga ou de estresse, seu médicodeverá restabelecer o tratamento com corticosteroide.Se você já estiver sob tratamento com corticosteroide,seu médico poderá indicar um aumento da dose. Comoa produção de mineralocorticóides pode estarcomprometida, recomenda-se o uso conjunto de sódioe/ou agentes mineralocorticóides.O efeito da Prednisona ocorre de forma mais intensanos pacientes com hipotireoidismo ou cirrose (doençaavançada do fígado).O uso de Prednisona pode causar transtornos psíquicose agravar condições preexistentes de instabilidadeemocional ou tendências psicóticas.O tratamento com Prednisona pode alterar a motilidadee o número de espermatozóides em alguns pacientes.USO DURANTE A GRAVIDEZ E AMAMENTAÇÃOO uso de Prednisona em gestantes, mulheres no períodode amamentação ou em idade fértil requer que ospossíveis benefícios sejam avaliados em relação aosriscos potenciais para a mãe, para o feto ou recémnascido.A Prednisona pode passar para o leite materno.A Prednisona atravessa a barreira placentária. Por isso,caso você tenha utilizado o produto durante a gravidez,procure seu médico para que ele examine seu filhoquanto à possibilidade de ocorrência rara de cataratacongênita (doença nos olhos).Caso você tenha utilizado esteroides durante agestação, seu médico irá examiná-la diante dapossibilidade de ocorrer insuficiência adrenal (poucaprodução de corticoide) por estresse do parto.USO EM CRIANÇASComo a Prednisona pode prejudicar o crescimento einibir a produção de corticosteroide em crianças, seudesenvolvimento deve ser monitorado durantetratamentos prolongados.A Prednisona não contém corantes.

Advertências
Caso você tenha herpes simples ocular (um tipo de doença nosolhos), avise seu médico, pois há risco de perfuração da córnea.Caso você tenha as seguintes doenças, avise seu médico: coliteulcerativa inespecífica (inflamação do intestino com ulceração);possibilidade de perfuração, abscesso ou outra infecção compus; diverticulite (inflamação em pequenas bolsas que podemse formar no intestino); cirurgias intestinais recentes; úlcerapéptica; insuficiência renal; hipertensão (pressãoalta); osteoporose (diminuição de cálcio nos ossos) e miasteniagravis (doença de causa auto-imune, onde existe fraquezamuscular muito intensa).

Uso Na Gravidez
O uso de Prednisona em gestantes, mulheres no períodode amamentação ou em idade fértil requer que ospossíveis benefícios sejam avaliados em relação aosriscos potenciais para a mãe, para o feto ou recémnascido.A Prednisona pode passar para o leite materno.A Prednisona atravessa a barreira placentária. Por isso,caso você tenha utilizado o produto durante a gravidez,procure seu médico para que ele examine seu filhoquanto à possibilidade de ocorrência rara de cataratacongênita (doença nos olhos).Caso você tenha utilizado esteroides durante agestação, seu médico irá examiná-la diante dapossibilidade de ocorrer insuficiência adrenal (poucaprodução de corticoide) por estresse do parto.

Interações Medicamentosas
Converse com seu médico sobre outros medicamentosque esteja tomando ou pretende tomar, pois poderáinterferir na ação da Prednisona.Avise seu médico caso você esteja tomando algum dosseguintes medicamentos: - fenobarbital;- fenitoína;- rifampicina;- efedrina;- estrogênios (hormônios femininos);- diuréticos depletores de potássio;- glicosídeos cardíacos;- anfotericina B;- anticoagulantes cumarínicos;- ácido acetilsalicílico (usado em casos de hipoprotrombinemia);- hipoglicemiantes e- hormônios do crescimento.Usar Prednisona com anti-inflamatórios não-esteroidais(como ácido acetilsalicílico) ou com álcool pode resultarem aumento da incidência ou gravidade da úlcera noestômago e duodeno.

Superdosagem
Seu médico irá lhe prescrever uma dosagem individualizada,com base na sua doença específica, na gravidade e na suaresposta ao medicamento.A dose inicial de Prednisona para adultos pode variar de 5 mg a60 mg diários, dependendo da doença em tratamento.Caso a doença não tiver melhorado após um certo tempo,procure seu médico.A dose pediátrica, inicialmente, pode variar de 0,14 mg a 2 mg/kgde peso por dia, ou de 4 mg a 60 mg por metro quadrado desuperfície corporal por dia, dependendo da doença emtratamento, segundo as mesmas considerações feitas paraadultos, em vez de se adotar rigidez estrita aos índices indicadospara idade ou peso corporal.Após a obtenção de resposta favorável, seu médico irá reduzira dosagem pouco a pouco até atingir a dose de manutenção,que é a menor dose com resposta clínica adequada. Seu médicopoderá lhe indicar o uso de Prednisona em dias alternados.Caso você passe por situações de estresse não relacionados àdoença sob tratamento, seu médico poderá aumentar a dosede Prednisona. Caso o médico indique a interrupção do tratamentoapós o uso prolongado, ele irá reduzir a dose aos poucos.No caso de esquecimento de alguma dose, consulte seu médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário