terça-feira, 11 de outubro de 2011

Co-Pressotec 10 + 25 Mg 30 Cprs - Pressotec

Use os links abaixo para mais informações do medicamento

Co-Pressotec 10 + 25 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/co-pressotec-10-+-25-mg-30-cprs/2412/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/co-pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do

Pressotec 10 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/pressotec-10-mg-30-cprs/13565/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do

Co-Pressotec 20 + 12,5 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/co-pressotec-20-+-12,5-mg-30-cprs/2413/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/co-pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do

Pressotec 5 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/pressotec-5-mg-30-cprs/13564/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do

Pressotec 20 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/pressotec-20-mg-30-cprs/13566/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do

Pressotec 5 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/pressotec-5-mg-30-cprs/2253/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do

Pressotec 20 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/pressotec-20-mg-30-cprs/2252/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do

Pressotec 10 Mg 30 Cprs
Ofertas do produto: www.maispreco.com/pressotec-10-mg-30-cprs/2251/remedios.do
Outras apresentações: www.maispreco.com/remedios/pressotec.do
Laboratório: www.maispreco.com/teuto/213/laboratorio.do



Contra Indicações
O medicamento é contra-indicado a pacientes com hipersensibilidade prévia ao enalapril ou qualquer outro inibidor da enzima conversora da angiotensiva (paciente que tenha angioedema durante a terapia com qualquer outro inibidor da ECA).

Reações Adversas
Tontura e cefaléia foram os efeitos colaterais comumente relatados. Fadiga e astenia foram reportados em 2 a 3% dos pacientes, outros efeitos colaterais ocorrem em menos de 2% dos casos e incluíram hipotensão, erupção cutânea e tosse. Menos freqüentemente, disfunção renal, insuficiência renal e oligúria foram relatados. Hipersensibilidade e edemas angioneuróticos de face, língua, glote e extremidades foram raramente relatados. Infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral, dor torácica; distúrbio do rítmo cardíaco; palpitações; e angina pectoris foram relatados. Hepatite (hepacelular ou colestática); icterícia; pancreatite; estomatite; dor abdominal; sonolência, confusão mental; insônia e vertigem.

Posologia
Como a absorção do enalapril não é afetada pela ingestão de alimentos, os comprimidos podem ser administrados antes, durante ou após as refeições. A dose inicial no tratamento da hipertensão arterial é de 10 a 20 mg, dependendo do grau de hipertensão, e pode ser dada uma vez ao dia. Em hipertensão leve. A dose inicial recomendada é de 10 mg por dia. A posologia deve ser ajustada de acordo com as necessidades do paciente, até o máximo de 40 mg por dia. Hipertensão renovascular: Como a pressão arterial e a função renal podem ser particularmente sensíveis à inibição da ECA, o tratamento deve ser iniciado com uma dose inicial menor (como 5 mg ou menos). A posologia, então, deve ser ajustada de acordo com as necessidades do paciente. É presumível que a maioria dos casos responda a um comprimido de 20 mg ao dia. Terapia diurética concomitante em hipertensão: Pode ocorrer hipotensão sintomática em seguida à dose inicial do enalapril, isto ocorre mais em pacientes que vêm sendo tratados com diuréticos. Recomenda-se cautela, portanto, com estes pacientes, pois eles podem estar depletados de sal ou volume. A terapia diurética deve ser descontinuada por 2 a 3 dias antes do início da terapia com o enalapril. Se isto não for possível, a dose inicial do enalapril deve ser baixa (5 mg ou menos) para determinar o efeito inicial sobre a pressão arterial. A posologia então deve ser ajustada às necessidades do paciente. Posologia em insuficiência renal: Geralmente, o intervalo entre as doses do enalapril deve ser prolongado e (ou) a posologia diminuída. Insuficiência cardíaca: A dose inicial de enalapril é de 2,5 mg e deve ser administrada sob rígida supervisão médica, para se determinar o efeito inicial sobre a pressão arterial. Na ausência de, ou após o tratamento efetivo da hipotensão sintomática conseqüente ao início da terapia com enalapril, as doses devem ser aumentadas gradualmente, dependendo da resposta do paciente, até a dose de manutenção habitual de 20 mg, dada em tomada única diária ou em duas tomadas divididas, conforme a tolerância do paciente. Este período de titulação da dose pode ser realizado em 2 a 4 semanas, ou menos, se indicado pela presença de sinais ou sintomas residuais de insuficiência cardíaca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário